Deus nos livre de ouvir nossos próprios pensamentos

Tive a sorte, ou o azar, de nascer com ouvidos aguçados, ou, como disse certa vez o vizinho do apartamento de cima depois de ouvir pela décima vez minha reclamação de que ele fazia barulho demais, com ouvidos apurados. Pode ser que isso tenha alguma relação com o fato de eu ser daltônico. Sabe a velha máxima de que um sentido compensa o outro? Talvez meus ouvidos de perdigueiro compensem minha visão semi deficiente. Continue lendo

Sobre pessoas delicadas e suas delicadezas

Meses atrás tivemos o prazer de ter a sala ao lado da nossa ocupada por mais um gabinete. Ficamos contentes, é claro, com novos colegas de trabalho. Mas essa alegria durou bem pouco. Logo nos primeiros dias notamos que o barulho que os colegas faziam era bastante incômodo. Continue lendo