Deus nos livre de ouvir nossos próprios pensamentos

Tive a sorte, ou o azar, de nascer com ouvidos aguçados, ou, como disse certa vez o vizinho do apartamento de cima depois de ouvir pela décima vez minha reclamação de que ele fazia barulho demais, com ouvidos apurados. Pode ser que isso tenha alguma relação com o fato de eu ser daltônico. Sabe a velha máxima de que um sentido compensa o outro? Talvez meus ouvidos de perdigueiro compensem minha visão semi deficiente. Continue lendo